Lincoln e as estrelas “giratórias”

Em se tratando de fotografia, vários sabem que os fotógrafos utilizam técnicas diferentes para a captação de diversas imagens. Um australiano chamado Lincoln Harrison usou a técnica da longa exposição da câmera para captar algo diferente: os rastros que as estrelas fazem no céu.
O que dá o efeito espiralado da iluminação é justamente o movimento rotatório do planeta.
Lincoln, para fazer esse conjunto de fotos acerca das estrelas, acampou  nas margens do lago Eppalock, Austrália.
Para cada foto ser finalizada, ela precisou de uma composição de imagens tiradas num período de 13 a 15 horas.

Quando as fotos estão finalizadas e se compõe uma nas outras, é difícil acreditar que tudo aquilo é verdadeiro… mas é!
É a natureza fazendo arte (e um fotógrafo comprovando isso com um projeto inusitado e maravilhoso).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Há quem diga que a fotografia de Lincoln é muito semelhante a essa pintura de Van Gogh… Seria o surrealismo deixando de ser surreal ou apenas a aproximação das fotos de Lincoln ao surrealismo?!

Van_Gogh_-_Starry_Night_-_Google_Art_Project

O que você acha?!

Anúncios

Um pensamento sobre “Lincoln e as estrelas “giratórias”

  1. Pingback: Matt Molloy e os fenômenos do céu | Venturarte

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s