A arte de Amanda Mol

A internet virou um dos maiores meios para a divulgação de artistas e seus trabalhos e é por meio dessa rede de informações que o blog venturarte conhece – e também divulga – vários nomes relacionados à arte.
Nesse sentido, os holofotes de hoje estão direcionados a uma mineira graduada em design de moda pela faculdade Senai – Cetiqt (Rio de Janeiro/RJ), que se define como “ilustradora de coração”. Agora, de volta a Minas Gerais, a artista une ilustrações e conceitos de moda, criando toda uma linha de acessórios que cativa uma clientela numerosa. Já sabe de quem se trata?! Se você pensou em Amanda Mol estava certo. O Blog Venturarte entrou em contato com a artista para ter acesso às informações “direto da fonte” e, com isso, trazer para você, amado leitor, diversos detalhes a respeito de uma ilustradora que pode ser facilmente definida com as seguintes palavras: doçura, talento e percepção. 

Na foto, detalhe de uma das paredes do atelier de Amanda

Na foto, detalhe de uma das paredes do atelier de Amanda

Nos trabalhos de Amanda, num modo geral, é perceptível que ela ainda utiliza elementos da moda para compor as suas ilustrações e sobre isso ela disse que a graduação em design de moda é o ponto inicial para o trabalho com a ilustração. “Nas disciplinas de desenho de moda, renasceu uma paixão antiga: ilustrar mulheres e suas roupas. A partir daí, fui desenvolvendo o meu traço, permitindo várias experiências até chegar ao meu trabalho atual. Existe uma estilista dentro de mim, que projeta as roupas e acessórios que as minhas ilustrações usam, que pensa na “beleza” destas mulheres – cabelo e make – e que pensa em suas poses charmosas para aquela cena!”.
Ela também disse que os personagens de seus trabalhos acabam sendo reflexos dela mesma. “São as mil mulheres que moram dentro de mim. Aquelas variações de humor, pensamentos, decisões, vontades, sonhos… Cada uma delas conta um pouquinho de algum pensamento ou característica que me habitam!”, afirmou Amanda.


Quanto à inspiração para os seus ‘devaneios artísticos’, Amanda disse que a maior parte dela vem de experiências cotidianas e simples do dia-a-dia. “Comumente me inspiro em clientes ou em pessoas interessantes que conheço e admiro! Sou apaixonada por flores e tenho um jardim – que cresce a cada dia – em meu atelier. Então essas flores me inspiram muito! Quase sempre reproduzo algum elemento natural em minhas ilustrações, e o faço sem nem pensar. Viagens e novas culturas também são elementos muito inspiradores!”, disse ela.
Sobre o atelier, vale dizer que ele se localiza em Varginha/MG e é rico em detalhes e minimalismos que compõe o ambiente e o deixam mais aconchegante.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Ressalva-se que em novembro do ano passado, o publicitário Thales Figueiredo passou a fazer parte do atelier e, com isso, a enfrentar desafios e celebrar vitórias ao lado de Amanda. Ela contou que dessa parceria nasceu o Estúdio Criativo, um estúdio inteiramente voltado ao design. “A ilustração e o design andam juntos e após observações de cases de clientes, surgiu uma ideia! A ideia foi ‘criar marcas de pessoas felizes que trabalham com o que amam’.  De forma mais especifica: projetar as suas identidades visuais… E tudo isso acontece de uma forma muito especial! Todos os nossos projetos são ilustrados por mim e depois unimos esta ‘espontaneidade’ aos estudos de design do Thales. É uma parceria muito feliz!”, ressalta.

Amanda e Thales no Estúdio Criativo

Amanda e Thales no Estúdio Criativo

Uma das coisas mais interessantes de se observar nos trabalhos de um artista é a riqueza de detalhes e as criações de Amanda não são diferentes. Ela contou que se sente livre ao criar e que os detalhes são até mesmo um tanto quanto terapêuticos. “Quando estou de frente a uma folha branca, ilustro livremente, de acordo com as minhas últimas experiências e referências. Me perder nos detalhes é uma delícia! Ao traçar a textura de uma roupa, por exemplo, repito o mesmo movimento muitas vezes então quando me dou conta, a minha cabeça já está loooonge, tão relaxada! (risos) Gosto de desenhar sentada em minha cama, no silêncio, ou em meu jardim” contou a ilustradora.

Amanda é grande destaque no ramo das ilustrações, mas o fato é que isso não é em vão, pois ela se dedica à criação de uma linha de acessórios (como colares, anéis e itens de HomeDecór), planeja logotipos, cartões de visita, sites, estampas e afins. Sobre isso ela contou “pensei em objetos que eu gostaria de possuir e usar – então fiz os primeiros protótipos. Foram eles: camisetas, colares, anéis e quadros. Minhas clientes aprovaram e aumentei as produções! Hoje a linha de produtos é segmentada e vista com muito afeto pelas minhas clientes.”
O projeto mais inusitado dentre todos é o das tatuagens, pois ela mesma tatua as suas criações nos clientes que desejam ter na pele uma parte da arte de Amanda. “A tatuagem foi um caso especial! Fiz o curso, no Rio, e comecei a tatuar como um hobby. Em pouco tempo ela se tornou parte da minha profissão e tive ótimas experiências! Hoje tatuo apenas as minhas ilustrações autorais, para profundos apreciadores da minha ilustração! E, para quem não se enquadra neste estilo, crio apenas a ilustração (segundo as ideias do cliente) para ser executada por um profissional da área – é um projeto muito legal, um dos queridinhos da loja virtual!”.

No site da Amanda está descrito que ela é sonhadora e vê a arte como ferramenta de provocar sorriso, otimismo e carinho. Quando questionada a respeito do que a arte representa pra ela, a resposta dada provoca reflexões: “É o lado B da vida. O lado B que quando é descoberto se torno o lado A!”. Talvez prevendo uma pequena confusão na cabeça do leitor, ela ressaltou: “abstrato demais? É como uma máscara do instagram (risos): quando colocamos estas lentes de sensibilidade, alegria e humildade, pasamos a admirar as singularidades do trabalho das pessoas. Passamos a admirar com integridade e sinceridade as produções de todos os criativos! Passamos, por fim, a respeitar a arte e notar a sua importância. E assim, vemos um mundo muito mais bonito”.

Faz todo sentido, não é mesmo?!
Por meio dessa “entrevista”, digo-lhes com toda a convicção: agora deixei de admirar apenas a artista Amanda Mol, pois passei a admirá-la também como pessoa… Sensibilidade, simpatia, delicadeza e doçura foram as principais características que captei a respeito dela. Vale a pena acompanhar os seus trabalhos. Como? Curta a página, visite o site, dê uma olhadinha na loja virtual e curta a página do Blog Venturarte, pois (com toda certeza) os trabalhos de Amanda Mol serão publicados com frequência, pois admiração é o que melhor define o que surgiu depois de todo processo realizado para finalizar essa matéria.

Anúncios

Um pensamento sobre “A arte de Amanda Mol

Deixe aqui o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s