II NIPOFEST vem aí!

A história dos japoneses no Brasil começou no início do século XX. No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru parou no porto de São Paulo. Nele, 781 trabalhadores japoneses estavam vindo para trabalhar nas fazendas do interior paulista.

Hoje, estima-se que exista mais de um milhão de descentes de japoneses no Brasil. A maior parte dos descendentes mora em São Paulo, mas no Paraná, é só andar pelas ruas e perceber que por aqui também tem muito nikkei. Em Cascavel, por exemplo, mais de 250 famílias são associadas a ACEC (Associação Cultural e Esportiva de Cascavel), que é um local voltado para a preservação da cultura japonesa na cidade e na região.

Para celebrar a tradição nipônica com toda a população, no ano passado foi feito o NIPOFEST, que reuniu atrações culturais e gastronômicas ligadas ao Japão. O evento foi puro sucesso e, nesse ano, o II NIPOFEST acontecerá no próximo final de semana (8 e 9 de novembro). O diferencial é o apoio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura e, com isso, o reconhecimento do MinC (Ministério da Cultura). A partir disso, o II NIPOFEST terá proporções ainda maiores e a previsão é que, pelo menos, 20 mil pessoas passem pela festa. nipofest Eu, que sempre fui uma apaixonada assumida pela cultura japonesa, estou tendo o privilégio de acompanhar de perto todos os preparativos do festival. Por conta disso, estou cada dia mais ansiosa pra que o final de semana chegue logo! Afinal, a organização está a mil para deixar tudo pronto a tempo e cada detalhe é feito com muito amor e dedicação. O II NIPOFEST acontecerá no calçadão em frente à Catedral Nossa Senhora Aparecida, em Cascavel. A entrada é franca e todas as atrações são abertas ao público. A gastronomia também é destaque da festa e esse ano terá sushi, temaki, uramaki, combinados, doces típicos, bazares, yakissoba e muuuuuuitas outras delícias do Japão. As apresentações culturais serão feitas pelos grupos da ACEC e, também, por grupos de outras cidades como Londrina, Foz do Iguaçu, Maringá e até Araçatuba. 10734066_737723789635889_1995198575971739126_n Já ficou animado para ir também? Então não perca!! Enriqueça o seu final de semana com um programa cultural  e prazeroso!

Se quiser mais informações, clique nos seguintes links: Página oficial Nipofest e Evento Nipofest.

E, claro, curta a página do Blog Venturarte para ficar sempre a par das novidades – que, aos pouquinhos, estão voltando a aparecer por aqui.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Café Com Prosa – cultura, arte e (muita) cafeína

Dei os meus primeiros passos na trilha de “tijolos” amarelos. Enquanto caminhava até a porta, observava o meu redor: mesmo na grama, as mesas, cadeiras e caixas cheias de livros se faziam presentes. Agora, já na parte coberta da casa, entrei e percebi que ninguém estava ali. Pedi licença. Não houve resposta. Dei uma forçada na voz e disse um “oi” meio tímido. Uma senhora, que estava nos fundos do local, apareceu. Perguntei pela Thamara (tinha sido com ela que marquei a conversa) e a mesma senhora disse que ela estava ali e que já falaria comigo. Esperei e poucos segundos depois, Thamara surgiu atrás de mim. Com os pés descalços, ela pedia desculpas peça bagunça enquanto seus olhos procuravam um espaço para conversarmos.

Comecei perguntando o que exatamente é o Café Com Prosa, que inaugurará no próximo dia nove (sábado) e que está localizado na Rua Riachuelo, nº 2509, na cidade de Cascavel/PR. Thamara sugeriu que subíssemos até o espaço do Brechó Explota Corazón para que a conversa fluísse melhor (e novamente pediu desculpas pela bagunça que, na verdade, pouco me incomodava). Subimos as escadas e enquanto eu me ajeitava no sofá, Thamara me deu três flyers que explicam alguns aspectos do Café Com Prosa. Dei uma olhada rápida, troquei algumas palavras com Érica, proprietária do Explota, e questionei: “mas então, Thamara… Qual é a proposta do Café?”. Resolvemos descer as escadas e pouco tempo depois estávamos sentadas em outro sofá, o sofá do Café Com Prosa.

1395826_637540532956782_569544150_n

Não seria exagero declarar que o Café Com Prosa é, na verdade, a realização de um sonho. Sonho que pertence a Thamara, mas também a Laís Laíny, jornalista que abraçou a causa da cultura em Cascavel. A parceria entre as duas surgiu de um modo inusitado: elas não se conheciam há muito tempo, mas enquanto Thamara jogava o tão famoso “Super Mario Bross” durante uma festinha em sua casa, pensou em finalmente realizar um desejo antigo, o de abrir um local voltado à cultura. Como o ditado afirma que quem anda sozinho pode ter sucesso, mas quem vai acompanhado vai mais longe, a parceria com Laís pareceu conveniente e daí começaram as ideias que passaram a ser traçadas em conjunto.

Cansadas de ouvir que Cascavel é a “cultura da soja” e que aqui não existe arte, as duas mulheres resolveram dar uma estrutura sólida a um local que pudesse comportar a arte que realmente existe aqui (escondida ou não). Elas começaram com intervenções artísticas que ocorreram nos bairros da cidade, mas isso ainda não era suficiente… Em meio aos artistas que estavam sempre por perto, a necessidade de criar um espaço cultural se fez ainda mais necessário. A ideia foi compartilhada e acatada: os artistas – e os amigos das duas mulheres que resolveram realizar um sonho antigo – prometeram apoio ao que seria o Café Com Prosa.

“A proposta aqui é diferente… O que nós queremos é criar um espaço alternativo mesmo! Não sei se você viu, mas aqui até Nárnia tem” disse Thamara enquanto ria discretamente. Mal sabia ela que o primeiro detalhe que percebi dentro do Café era a plaquinha dizendo “Nárnia” em cima de um armário que separava o ambiente da literatura do bar. Mas ao contrário da história das crianças que entram num armário e vão parar num mundo fantástico, no Café Com Prosa, essa fantasia literária não começa apenas depois que passamos pelo armário… Todo o ambiente é repleto de livros separados em categorias alternativas (lá tem até livros da Filosofia do Direito de Foucault, mas o nome da categoria passa longe do velho e passado “espaço jurídico”).

As caixas, as paredes coloridas e os tecidos estampados que ficam pendurados do teto até o chão também provocam olhares atentos aos que entram no Café Com Prosa pela primeira vez. Thamara explicou que tudo é fruto da reutilização, exceto os utensílios que darão sabor e sustância aos cafés (gelados e quentes) e alimentos que serão servidos lá. A pia e a louça foram compradas de primeira mão e mesmo assim, o tom alternativo proposto por Thamara e Laís não é deixado de lado: as xícaras, pires, taças e pratos ficam acomodados numa cristaleira que parece aquelas que as vovós costumavam ter na sala de casa.

A quantidade de livros no local é significativa e Thamara disse que um dos objetivos é deixa-los acessível a um grande número de pessoas. “As livrarias da cidade são muito caras ou possuem poucas opções. Aqui no Café Com Prosa, a pessoa poderá ler enquanto toma uma bebida agradável ou alugar um ou mais livros que estão disponíveis aqui” contou Thamara, entusiasmada. O próprio flyer do Café, aquele que recebi logo no início da conversa, conta um pouquinho sobre a ideia do incentivo a leitura: “Quem não tem dinheiro pra comprar um livro, aluga. Quem não tem dinheiro pra alugar, lê enquanto aprecia um bom café”.

Mas além da arte e da cafeína, o Café Com Prosa também irá trazer atrações musicais e teatrais para o local. Enquanto Thamara me explicava essa parte da proposta, por coincidência (ou não), Adriano dos Santos Brandão, também conhecido como Palhaço Tupisco, entrou no espaço que no próximo dia 9 será o Café. Reconheci o ator. “Esse é o artista nº 1 aqui do Café Com Prosa” disse Thamara. Adriano riu e disse que estava animado com a inauguração. Na verdade, todos ali (inclusive eu) estavam animados não apenas com a inauguração em si, mas com a abertura de um local que propõe cultura, arte e boa música combinadas com boas companhias e ótimos cafés.

Me despedi de Adriano e Thamara. Enquanto me encaminhava até a porta do futuro Café Com Prosa, observei novamente a placa que dizia “Nárnia” em cima do armário. Sorri e saí do local da mesma maneira que entrei: caminhando pela trilha de “tijolos” amarelos.

Não esqueça: a inauguração é dia 9 de novembro e começará às 14 horas. Curta a página do Blog Venturarte e, claro, do Café Com Prosa.

9º Encontro da Cultura Ecológica – III Festival Cultura de Paz

A primavera está chegando e para comemorar a chegada de uma das estações mais lindas do ano, Cascavel será palco para um evento bem legal, o Encontro da Cultura Ecológica.

1238172_10151651524431896_1332086781_n

Segundo os organizadores, o intuito é promover a cultura e a paz entre as pessoas, a saúde, o bem-estar e a harmonia com a natureza através de expressões artísticas, terapias, espiritualidade, economia solidária e ecologia na prática.
O encontro acontece anualmente desde 2004 na cidade, mas esse ano os organizadores capricharam na programação e as atividades estarão disponíveis do nascer ao pôr do sol na Praça Parigot de Souza.

De acordo com disposto no release do evento, “para esta 9ª edição, queremos trazer para perto a sociedade em geral, especialmente os grupos e pessoas já despertos para o trabalho coletivo baseado no amor e na consciência, tanto do campo artístico, quanto terapêutico, científico, religioso, político ou econômico.”

Sendo assim, para esse ano o evento contará com a participação terapeutas (abrindo espaço para encontros e trocas de experiências, além da divulgação de seus trabalhos, apresentando técnicas, criando um ambiente de relaxamento e cura durante o encontro); Músicos, atores e artistas em geral (inspirando os demais participantes através da arte, articulando movimentações coletivas, abrindo espaços para atuações e exposições na cidade e região); professores de diversas áreas (para que sintam a ecologia profunda e difundam a cultura da paz entre seus alunos e colegas, através de experiências trocadas no Encontro); ambientalistas e Organizações Ecologistas  (avançando na formação de uma rede regional); caminhantes Planetários (compartilhando suas visões e experiências, auxiliando na ampliação da consciência e clareza da relação do ser e estar na Terra agora) e empreendimentos da Economia Solidária (divulgando trabalhos e fortalecendo as iniciativas de popularização das feiras e seus sistemas de produção/comercialização.

Legal, não é mesmo?! A programação está disponível nos endereços eletrônicos do Evento, sendo eles o tumblr e o facebook, mas você também pode conferi-la no flyer:

1098542_10151653276311896_715705107_n

Vale lembrar que se chover o evento será transferido para o próximo domingo. 

Gostou?! O blog venturarte provavelmente irá marcar presença e depois a gente publica um feedback pra vocês aqui 😉 Compareça também! Como o próprio flyer diz: “participe de um domingo sem álcool” e como vai ter grátis feira por lá, leve suas coisas boas e aproveite para desapegar.

Curta a página do evento e não deixe curtir a página do blog venturarte para ficar por dentro das nossas novidades  e atualizações 😉

Orquestra Diapasão se apresenta em Cascavel/PR.

Na noite desta terça-feira, 13 de agosto, Cascavel ficará mais musical! A Orquestra Diapasão, de São Paulo, estará no Teatro Emir Sfair para realizar uma apresentação ao público cascavelense.

foto-diapasao-01

Foto via diapasao.net

A atração foi trazida pelo Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Oeste do Paraná) como forma de comemoração pelos seus 20 anos de existência. Considerando que a Orquestra foi criada para auxiliar grandes empresas a agirem de forma afinada e harmoniosa demonstrado todos esses aspectos através da formação musical de qualidade, essas ideias vão de encontro aos objetivos do próprio sindicato que está ligado de maneira constante à área empresarial.

Os músicos da Orquestra acabam provando, mesmo que indiretamente, que a música não tem apenas a função de ser agradável e prazerosa, já que ela também pode transmitir toda uma ideia de colaboração, trabalho em equipe e confiança naquele que divide contigo as mesmas funções, elementos tidos como importantíssimos no mundo corporativo.
Conforme colocado no site,

Frequentemente um músico se depara com situações em que:

  • Alguém quer aparecer mais…
  • Há muito “cacique” para pouco “índio”…
  • Ocorre desperdício de tempo e de material…
  • Sente-se mal aproveitado ou desvalorizado…
  • Precisa improvisar…
  • Não consegue se expressar adequadamente…

Assim como em uma formação musical, em uma empresa estes mesmos problemas podem ocorrer. Isso porque, basicamente, ambos dependem do comprometimento das pessoas para obterem os resultados pretendidos.
Se sua empresa pretende demonstrar aos colaboradores que todos precisam atuar como parceiros de trabalho para o conjunto ser harmonioso e obter sucesso, então você precisa da DIAPASÃO!

Entenda mais sobre essa ideia em:

Os ingressos devem ser retirados na sede do Sinduscon/Oeste e mais informações podem ser obtidas através do telefone (45) 3226-1749 ou do e-mail secretaria@sindusconoestepr.com.br

Você pode conhecer mais sobre a Orquestra pelo site.
Não deixe de curtir a nossa página no facebook 😉

foto-sua-orquestra-01

Foto via diapasao.net

 

Curiosidade do dia: Segundo o nosso amado Wikipedia, Diapasão é um instrumento metálico em forma de forquilha, que serve para afinar instrumentos e vozes através da vibração de um som musical de determinada altura. Foi inventado por John Shore (1662–1752) em 1711, trompetista de Georg Friedrich Haendel.

Oficina de encadernação em Cascavel!!

Nos últimos tempos três letrinhas se tornaram bem populares no meio da internet: DIY, que é uma sigla em inglês que significa do it by yourself e no português é resumida nas palavras “faça você mesmo”.
Você já deve ter ouvido falar de customização de roupas, sapatos e outros acessórios que usamos no nosso dia-a-dia e com o básico “DIY” podemos usá-los do nosso jeito… Nesse sentido, por quê não levar a customização para os cadernos?!

O ateliê “caderno listrado”, criado pelo Daniel Barbosa, é um local que se dedica a encadernação artesanal e é também uma editora especializada em edições de baixa tiragem.

156574_268567366612876_291358442_n

Numa parceria entre o ateliê Caderno Listrado e o studio da fotógrafa Eduarda Albuquerque (que trabalha com o Estevan Reder que teve um vídeo publicado nessa matéria aqui) surgiu a ideia de trazer para Cascavel/PR uma oficina inteiramente voltada para a encadernação.
Essa oficina acontecerá no dia 11 de maio, na rua Recife (esquina com 7 de setembro). Serão dois turnos: o da manhã, que vai das 09h ao meio dia e o da tarde, que vai das 14h até as 17h.
O investimento total para a oficina é de R$300,00. Levando em consideração que foram abertas apenas 8 vagas, é preciso fazer a sua inscrição com antecedência… Para fazê-la você deve entrar em contato com o Estevan Reder pelo telefone: (45) 9971-2537 ou pelo e-mail: estevanreder@gmail.com

602139_532030683509530_944916597_n

Pra ter uma noção maior do que rola na oficina, veja o vídeo onde o Daniel explica tudo certinho.

É isso 😉 Curtam a página do Blog Venturarte no facebook!!

Sarau no Explota Corazón <3

Explota Corazón é um brechó super delicado e repleto de produtos lindos pra agradar todos os gostos (ou pelo menos quase todos) que fica na cidade de Cascavel/PR. Com uma determinada frequência rolam eventos ligados à cultura nas dependências do local.
Nesse sentido, no ano de 2013 vai acontecer a segunda edição do sarau Mais AMOR em Cascavel.
Érica Rodrigues, proprietária do brechó, contou que a ideia de realizar sarais no Explota veio da intenção de levar cultura às pessoas e a essência maior do evento é a própria poesia.

48036_374089256033909_1347618003_n
Na edição de 2012, o sarau “mais AMOR em Cascavel” animou o domingo de muita gente e deixou tudo regado com muito amor! Com um palco montado de pallets ( ♥ ), o sarau contou com apresentações do palco aberto, declamação de poesias, exposição de arte e muito amor pairando no ar!  Clique nas imagens para ampliá-las.

Fotos: Denise Glusezak – leia a matéria que foi publicada sobre ela no blog clicando  aqui.

Aproveitando pra inaugurar o local novo do Brechó, que fica na rua Riachuelo | nº 2509, o sarau será no dia 12 de maio, com início marcado para as 16h.
“Ah, mas é dia das mães!” Melhor ainda… leve a sua mãe e espalhe o amor que sente por ela lá no sarau também.

Quer uma dica de ouro?! Vá até o Explota durante a semana para conhecer a coleção outono/inverno do brechó! Lá tem peças MAGNÍFICAS por preços ainda melhores… Eu já fui até lá e fiquei doida no meio de tantas opções (confesso que já estou garantindo meu guarda-roupa das próximas estações).

Não vai perder a oportunidade de estar ladeado por cultura e gente legal, não é mesmo?!
Depois nos conte o que achou do evento ou, se preferir, mande alguma foto que tirou por lá 😉
O Blog Venturarte vai marcar presença!

Exposição fotográfica – e histórica

História é, basicamente, uma área de conhecimento baseada na investigação que estuda o passado e  os diversos processos de evolução da sociedade para que se crie um panorama de acontecimentos futuros.
Nesse sentido, Cascavel é uma cidade que possui 62 anos de muita história pra contar e se engana quem pensa que ela está guardada nas gavetas dos pioneiros do local…
O MIS (Museu da Imagem e do Som) está completando 25 anos de existência e, para comemorar essa data, foi organizada uma exposição fotográfica que tem como objetivo contar a história da ‘capital do Oeste’ por meio de imagens que retratam a evolução da arquitetura, da vestimenta, das pessoas, das ruas e da sociedade cascavelense em si.

Quarenta fotos foram escolhidas para ilustrar a antiga Cascavel na exposição que ocorrerá entre os dias 21 de abril e 31 de maio de 2013 no Centro Cultural Gilberto Mayer, na galeria Guido Viaro.
O MIS conta hoje com um acervo de mais de 40 mil fotos e a partir de uma parceria com a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) 50% delas estão disponíveis de forma digitalizada no portal da cidade.

Pra além das imagens reveladas, o museu também conta com cerca de 120 mil negativos que, muitas vezes, são inéditos. Para toda essa história ser reunida num número tão significativo de arquivos, o MIS conta com a colaboração e doação dos pioneiros, historiadores e jornalistas da cidade.


Fonte: SECOM e Paraná Oeste.